Saúde reforça estoque de medicamentos oferecidos à população

Buscando solucionar efetivamente questões pontuais de falta de medicamentos distribuídos pelo SUS, a Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Saúde, se dedicou a reforçar o estoque da Farmácia Central.

Segundo levantamento feito pelo departamento, a rede pública possui à pronta entrega quase 93% dos 193 medicamentos disponibilizados aos usuários, sendo que os faltantes já tiveram a compra realizada para preencher o estoque.

O balanço demonstra ainda melhora significativa no sistema público neste primeiro trimestre de 2018 em relação ao último trimestre de 2017. Isso porque, o número de remédios faltantes reduziu de 46 para apenas 14 este ano, que também devem ser supridos já nos próximos dias com a entrega dos fornecedores.

Vale ressaltar que o problema com falta de medicamentos se dá por diversos fatores como questões de licitação ou ainda atraso de fornecedores, o que prejudica a entrada no prazo previsto e necessário ao paciente.

O controle mais reforçado do estoque foi uma medida adotada pela atual gestão que implantou um sistema informatizado, no qual os medicamentos têm disponibilidade calculada com uma margem de prazo mais garantida. Dados de anos anteriores sobre o estoque de medicamentos não foram possíveis de apurar devido à ausência de um sistema de controle informatizado.

Agora, o processo de entrega é disposto entre a Farmácia Central e as Unidades Básicas de Saúde, sendo a primeira responsável pelos medicamentos de uso controlado, os de ações judiciais e os de alto custo; já nas Unidades Básicas de Saúde são encontrados os fármacos do programa Dose Certa e alguns da Relação Municipal de Medicamentos (REMUME). Todos os medicamentos são entregues com receita médica.

Além dos medicamentos já oferecidos, mais quatro estão em processo de inserção na Relação Municipal de Medicamento, sendo eles: o Cetoprofeno 20mg gotas (anti-inflamatório e analgésico); o Estriol 1mg (Creme Vaginal); o Fluocinolona Acelonida + Sulfato de Polimixina B + Sulfato de Neomicina (tratamento auditivo); e Vitamina A + Vitamina D 10ml gotas.

Segundo o prefeito Fernando Cunha, a pasta segue intensificando as ações para oferecer todos os medicamentos da rede e assistir à população. “Os usuários precisam ser atendidos, cada medicamento é fundamental para o paciente. Então, ao adequarmos a REMUME e padronizarmos os medicamentos estamos adotando procedimentos para melhorar o sistema de saúde oferecido ao munícipe. E caso venha a faltar algum remédio, faremos o uso de todas as medidas cabíveis para fornecer este medicamento aos usuários”, explica o prefeito.

Fonte: Matéria reproduzida na integra do portal da Prefeitura de Olímpia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *