Daemo Ambiental adquire 2 mil MICROCHIP para cadastramento de animais.

O investimento amplia o controle e a segurança dos animais.

Como parte das metas da Daemo Ambiental para implantar políticas e programas de gestão de animais de pequeno porte, a autarquia realizou recentemente o processo licitatório para aquisição de microchips, sistema eletrônico de identificação de animais.

O implante de microchip nos animais de estimação é hoje uma das ferramentas mais eficazes para controlá-los. Em caso de perda, abandono ou roubo do mascote, se alguém o levar a algum abrigo de animais ou ao veterinário, poderá ser identificado de imediato. O microchip, geralmente, é formado por duas partes: uma é o microchip em si e a outra é a cápsula que o envolve. Ela é feita de um vidro biocompatível (não provoca alergias) e é tão pequeno quanto um grão de arroz.

Esse microchip é implantado uma só vez em toda a vida do animal e permanece em seu corpo para sempre. As informações relativas ao cão ou gato ficarão registradas pela Daemo Ambiental, que armazena os dados de cada chip, como nome do dono, seu endereço e telefones de contato.

No total, foram adquiridos 2 mil microchips, além de 20 aplicadores e um leitor e coletor de dados. A empresa vencedora da licitação foi Evolução Pet – Comércio de Produtos para Banho/Tosa e Veterinária, pelo valor total de R$ 8.899,00.