Encontro de Bandeiras e Missa na Matriz de São João Batista marcam o segundo dia do 55º Fefol

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

O segundo dia do 55º Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia contou com diversas atividades dentro e fora do Recinto. A programação começou logo pela manhã de domingo (04) com o 1º Encontro de Bandeiras.

Novidade na edição deste ano, o evento foi dedicado a valorizar a tradição das Folias de Reis, retratando a chegada de Reis, que procuram reproduzir a viagem mítica à cidade de Belém, local de nascimento de Jesus, que, segundo a tradição cristã, os reis magos – Gaspar, Melquior e Baltasar – teriam feito para adorar e presentear o menino com ouro, incenso e mirra.

Cerca de 15 Cias de Santos Reis participaram do encontro, realizado no Recinto do Folclore, que reuniu grupos de Olímpia e de outras cidades da região como Planura, Barretos, Severínia, Magda e Monte Aprazível.

Enquanto as folias participavam do Encontro, a Igreja Matriz de São João Batista celebrava a Missa em Ação de Graças pelo início do Festival do Folclore de 2019. Com a presença de grupos folclóricos e parafolclóricos que já estão na cidade, a celebração foi marcada pela alegria e confraternização de culturas e povos, que lotaram a Igreja.

Pela primeira vez, a missa foi presidida pelo Bispo da Diocese de Barretos, Dom Milton Kenan, acompanhado do pároco, Padre Antônio Marcos Viaro. Durante a ocasião, o prefeito Fernando Cunha passou uma breve mensagem sobre o valor do festival.

“Estamos, hoje, aqui para celebrar mais um ano, em que abrimos nosso Festival Nacional do Folclore. O Brasil todo está aqui presente, trazendo as suas manifestações populares, autênticas, e, numa feliz coincidência, nós ouvimos, hoje, leituras maravilhosas, falando sobre vaidade e bens materiais, que empurram o cidadão numa busca por felicidade em coisas fugazes, coisas práticas, na ganância. E eu digo isso porque esse nosso festival, eu entendo que não alimenta nada disso, nosso festival traz a cultura popular, que a gente deve fomentar e lembrar, que são os verdadeiros valores da vida da nossa população, além do sincretismo religioso que os grupos vêm trazer para a nossa cidade. Que eles continuem sustentando esses valores. Por isso, nossa satisfação e agradecemos a Deus por essa oportunidade de continuar construindo esses valores, através das manifestações folclóricas de todo o nosso país”, declarou.

À noite, a programação seguia normalmente com a apresentação dos grupos nos dois palcos do Recinto, quando caiu uma chuva intensa. Mantendo o clima de descontração e alegria, os grupos e o público se acomodaram nas barracas, dando continuidade à festa.

As atividades tiveram sequência nesta segunda, dia 05, com seminários, peregrinações, minifestival, gincana de brinquedos e folclorança. A programação segue à noite, na Vila Brasil, palco principal, palco B e Pavilhão Cultural.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
55° Festival do Folclore, acontecimentos em olímpia, acontecimentos olímpia, Capital do Folclore, cidade de olímpia, eduardo costa, Fefol 2019, Festival do Folclore, Festival do Folclore de Olímpia, Festival Olímpia, Folclore Olímpia, jornal, Jornal de Olímpia, jornal em olimpia, Notícia de Olímpia, notícias, noticias da cidade de olimpia, Notícias de Olímpia, notícias em olímpia, notícias olimpia, Olímpia, olimpia 24 horas, olímpia notícias, Olimpiense, principais noticias de olímpia, site de notícias de olímpia, site de noticias olimpia, Voz, Voz de Olímpia, Voz Olimpiense

Publicidade

Acompanhe as últimas informações oficiais de Olímpia sobre o coronavírus