Falta de pacientes a consultas e exames agendados no ARE chega a 44% em algumas especialidades

Podcast Voz Olimpiense

Buscando conscientizar os usuários do sistema municipal de Saúde da Estância Turística de Olímpia, o departamento chama a atenção para o alto número de faltas não justificadas de pacientes a exames e consultas médicas agendadas no ARE – Ambulatório de Referência e Especialidades (Postão).

Um levantamento da divisão de Média e Alta Complexidade aponta que, de janeiro a agosto de 2019, foram marcados 23.453 exames, sendo que 2.436 pacientes não compareceram ao agendamento, o que representa um absenteísmo geral de cerca de 10%.

O maior índice foi registrado em exames de eletroencefalograma, que, no período, tiveram 44,5% de faltas, ou seja, dos 220 exames ofertados 98 deixaram de ser realizados.

Em relação às consultas médicas com especialistas disponíveis no ARE, o índice de omissão chega a uma média de 20%. As com Neurologista são as que apresentam maior ausência, registrando mais de 35% de não comparecimento às 194 vagas disponibilizadas. Para Fonoaudiólogo, o número também é alto, sendo que 104 (27,15%) dos 383 pacientes não foram às consultas agendadas.

As marcações com Otorrinolaringologista também apresentam alto número de faltas de pacientes. Dentre as 1.439 consultas ofertadas, 326 (22,65%) não foram realizadas devido à falta do paciente.

Uma das especialidades com maior demanda da saúde municipal, as consultas com Oftalmologista também registram grande índice de não comparecimento. Das 3.035 vagas disponibilizadas, 499 pacientes deixaram de receber atendimento por absenteísmo.

Diante da situação, a Saúde reforça aos moradores a importância de comparecerem aos agendamentos, uma vez que a ausência injustificada e sem aviso prévio prejudica outros usuários, além de influenciar diretamente na fila de espera, gerando remarcações e aumentando a demanda do município.

“Quando um paciente não comparece a uma consulta ou exame agendado causa problemas a todo o sistema, gerando maior demanda de atendimento e prejudicando a organização interna do ARE. A secretaria busca orientar os pacientes que, quando ocorrerem imprevistos, procurem avisar a Saúde sobre a impossibilidade de comparecer para que a equipe possa reagendar a consulta ou o exame e adiantar a demanda de outro paciente, contribuindo com o bom funcionamento do sistema”, explica Marcos Pagliuco, secretário de Saúde.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Publicidade

Acompanhe as últimas informações oficiais de Olímpia sobre o coronavírus