Novas obras para ampliação do abastecimento de água começam na segunda (21)

A Daemo Ambiental dará início na próxima segunda-feira, dia 21 de outubro, nas obras para ampliação do atual sistema de reservação e distribuição de água da Estância Turística de Olímpia. Os serviços serão executados na ETA – Estação de Tratamento de Água “Olhos D’Água” (ETA I), localizada na sede da autarquia.

No local, já foi perfurado um poço profundo que oferece água diretamente do Aquífero Guarani, com profundidade de mil metros e uma vazão total de 160 metros cúbicos por hora. Este poço já está funcionando parcialmente, com 40% de sua capacidade total. Agora, para atingir 100%, serão construídos base para reservatório, estação elevatória de água, base para torre de resfriamento, sistemas hidráulicos e instalações elétricas.

A empresa responsável pelas obras é a Rodoserv Engenharia Ltda, que nesta semana já começou a mobilizar o canteiro de obras com a instalação de tapumes e equipamentos. No total, serão investidos cerca de R$ 1 milhão.

Outra obra que terá início na segunda-feira (21), é a execução de uma base de fundação em concreto armado para a instalação de um reservatório metálico apoiado, com capacidade de 1,5 milhão de litros de água potável, no bairro Jardim Luiza. O canteiro de obras já começou a ser mobilizado nesta semana pela empresa KGP Construtora Ltda., vencedora do processo licitatório. O valor investido é de quase R$ 370 mil.

O novo reservatório será interligado com a ETA II, no Distrito Industrial, que está em construção, e atenderá os bairros Jardim Luiza, Campo Belo, Alvorada, Santa Fé e São Francisco. “O sistema atual de abastecimento é deficitário, portanto é necessária a ampliação do volume de reservação para suprir as demandas de consumo, proporcionando um abastecimento de melhor qualidade e contínuo para toda a população”, disse a superintendente da Daemo, Tina Riscali.

Os dois reservatórios, sendo um para ETA sede e um para o Jardim Luiza, ambos com capacidade de 1,5 milhão de litros, estão em processo licitatório e, após as obras civis, serão instalados nas bases construídas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Publicidade

Verifique sua conexão com a internet