Prefeitura já testou quase 200 profissionais de saúde com apenas 4% de casos positivos de Covid-19

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Há uma semana promovendo a testagem em massa para diagnóstico de Covid-19 nos profissionais de saúde que atendem no sistema público de Olímpia, a Prefeitura já realizou 181 testes rápidos, sendo 116 em trabalhadores da Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) e 65 em funcionários da Santa Casa.

A medida, que teve início pelos locais de maior exposição ao risco da Covid, tem o objetivo de ampliar a testagem de assintomáticos e o consequente monitoramento, uma vez que o teste rápido verifica de forma mais instantânea a possível contaminação e ajuda ainda a conhecer melhor o panorama da cidade para definir estratégias cada vez mais eficazes para o enfrentamento. Assim, o município pode afastar de imediato os profissionais que apresentaram alguma evidência de contaminação, evitando a disseminação do contágio e protegendo a população. Além disso, o teste rápido é utilizado para identificar se o organismo já iniciou a produção de anticorpos como um mecanismo de defesa do sistema imunológico.

Vale ressaltar que, do total de testados, apenas 8 profissionais deram positivo, o que representa pouco mais de 4% de confirmações até o momento. Dos confirmados, 5 são moradores de Olímpia e 3 de São José do Rio Preto, cujos casos foram contabilizados pelo município de residência. Segundo o protocolo, todos os positivos são afastados das atividades e permanecem em isolamento monitorado pela Vigilância Epidemiológica, passando por reavaliação médica, após a quarentena, para poderem retornar ao trabalho.

Segundo a secretaria de Saúde, com a conclusão dos testes na UPA e Santa Casa, a testagem seguirá para os profissionais das unidades de saúde e de outros equipamentos de saúde com atendimento ao público.

Além dos testes rápidos, o município também ampliou a realização de exames laboratoriais, tipo RT-PCR (transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase) com coleta de swab naso-orofaringe, por meio da contratação do laboratório particular, São Matheus, cujas análises têm respaldo do Instituto Adolfo Lutz. Tais exames estão sendo utilizados para a diagnóstico do vírus em pacientes do Sistema Único de Saúde moradores de Olímpia internados com suspeita da doença, mediante pedido médico seguindo o protocolo do Ministério da Saúde; trabalhadores da saúde pública com sintomas de síndrome respiratória; e mortes suspeitas.

“Sabemos que o avanço do Coronavírus é uma realidade em todo o país, mas temos buscado tomar todas as medidas possíveis para mapear a situação em nossa cidade. Com os testes rápidos conseguimos, de forma mais ágil, já ter indícios se uma pessoa está ou teve contato com o vírus para podermos tomar as providências. Estamos cuidando, principalmente, dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate porque temos que mantê-los saudáveis para que eles possam cuidar da população. Isso resultou em um aumento do número de notificações em nossa cidade, nos últimos dias, e também dos casos positivos entre profissionais que até então eram assintomáticos, mas é importante nos atentarmos também à quantidade muito maior de pessoas que foram testadas e não contraíram o vírus. Todo este trabalho tem sido feito para proteger a nossa cidade e a população, mas não podemos nos esquecer que cada um precisa continuar tomando os devidos cuidados para superarmos este desafio”, declarou o prefeito Fernando Cunha.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Olímpia, profissionais de saúde, saude

Publicidade

Acompanhe as últimas informações oficiais de Olímpia sobre o coronavírus